Bando que vendia carga roubada em mercados é alvo de operação da PCDF

IMG-20200716-WA0015

O bando também é acusado de furtar gado e fazer abate clandestino. São cumpridos mandados de prisão e buscas no DF e Goiás

A Coordenação de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Corpatri), da Polícia Civil do DF (PCDF), deflagrou, na manhã desta sexta-feira (7/8), Operação Kondira que tem como alvo grupo criminoso especializado no furto e roubo de carga no DF e Entorno. O bando também é acusado de furtar gado e fazer abate clandestino. A carne, segundo os investigadores, seria vendida nos mercados de Planaltina.

Após o roubo da carga e caminhão, ambos eram escondidos em chácaras e galpões na mesma cidade. Depois, as mercadorias eram vendidas em mercados de propriedade dos próprios criminosos, bem abaixo do preço de mercado.

Os receptadores pagavam até 60% do preço da nota fiscal roubada com a mercadoria. Muitos empreendimentos, inclusive, são colocados em nomes de laranjas que, na sequência, são vendidos com a carga roubada para terceiros, dificultando a identificação dos criminosos. Os caminhões, por sua vez, são adulterados e vendidos.

A operação conta com apoio de outras unidades da PCDF e da Subsecretaria de Defesa Agropecuária do DF. Estão sendo cumpridos 11 prisões preventivas, seis temporárias e 26 buscas domiciliares em diversas cidades do DF e em Cristalina-GO.

Segundo o delegado responsável pela investigação, Elianto Couto, os criminosos, muitas vezes, mediante ameaça, quando o crime ocorria no DF, soltavam o caminhoneiro no estado do Goiás e pediam que as vítimas falassem que o fato tinha ocorrido naquela unidade da Federação, com o intuito de embaraçar as investigações.

A ação criminosa contava com apoio de integrantes dos estados da Bahia e de Goiás.

Fonte de notícias: https://www.metropoles.com

Diário da RIDE “A notícia tem dois lados mas uma só verdade”





Comentários no Facebook